// Coiococol: 02/08/15 - 09/08/15

quarta-feira, agosto 05, 2015

Doce de Amor[A]

Há uns dias atrás  fomos às amoras , felizmente conhecemos um sitio onde elas têm um sabor mais especial . 
Não ficam à beira da estrada , logo não apanham nenhum fumo dos carros porque o caminho é feito a pé ; nem apanham sol direto , o que faz com que cresçam mais e não fiquem secas . São mesmo boas e grandes e enchem bem o olho :)






Aproveitamos grande parte delas para juntar aos pequenos almoços  ou aos lanches ,  sabem tão bem misturadas num iogurte , por exemplo  .
 Cá em casa todos adoramos amoras e esperamos por esta altura do ano para apanhar bastantas  já que as de compra são caras e a maior parte das vezes não têm o mesmo sabor  .
 É verdade que ao ir ao hipermercado é mais fácil do que andar no meio das silvas e não saimos de lá com os braços e as pernas picadas e arranhadas mas tem muito mais graça um passeio pelo campo   . Os miudos apanhavam as que estavam mais à mão , apanhavam e comiam , claro :)
O pai é que se aventurava mais a tentar chegar mais além , ainda havemos de voltar porque haviam muitas amoras vermelhas que mais dia menos dia ficam maduras e é um desperdicio ninguém as comer .



Congelei algumas , mas não resisti e acabei por fazer também uma compota .
Triturei um bocadinho de casca de limão ( só a parte amarela ) e juntei as amoras e o açucar - metade do peso das amoras - e um pau de canela .
Programei 20 minutos , vel. Varoma  na colher inversa 


Depois coloquei a compota em frascos esterilizados  - meio quilo de amoras deu para 2 frascos .


Beijos , Carla