terça-feira, novembro 15, 2016

Mais Amor, por favor !


Talvez o problema seja meu,
talvez seja por eu ser muito de abraços e afectos ,
talvez seja eu que me sinta deslocada deste mundo e desta gente que vive relações por obrigação .

A falta de tempo pode ser e é sempre uma boa desculpa para camuflar a pouca vontade em demonstrar afecto .
Mas a verdade é que eu sinto ( e talvez o problema seja meu ! ) que cada vez se retribuem menos sorrisos , menos educação , a contragosto pautam-se palavras forçadas e tudo parece acontecer por obrigação - porque ainda assim  a obrigação nos faz ficar bem vistos . Só isso !

Mas apenas falta Amor.
Falta Amor nas intenções.
Falta Amor nas acções 
Falta Amor nos poucos sorrisos e abraços que se vão dando .
Falta Amor nas palavras .
Falta Amor nas atitudes .
Falta Amor às pessoas , aos animais e até falta Amor ao Sol que nasce todos os dias para nos aquecer .

Mas porquê se é o Amor que nos move , se é ele que nos dá energia e força para encarar o mundo ?
Porque teimam as pessoas em acreditar que o contrário do Amor é o ódio se na realidade o contrário do Amor é a indiferença ?

Sim, talvez se viva num tempo acelerado demais , ou repito , talvez seja eu a dar muita importância aos pormenores mas de que carácter é feito um ser humano que é indiferente a uma criança por exemplo ?
Um ser humano que a obriga a perceber à força que afinal o mundo não é tão cor de rosa ou cheio de glitter e purpurinas ?

De que carácter é feito um ser humano que maltrata animais , que os torturam e os matam por prazer ?
De que carácter é feito um ser humano que passa por cima do Amor por um bem material ?
De que carácter é feito um ser humano que usa os sentimentos de alguém para seu próprio benefício ?

De que carácter é feito um ser humano que não se interessa pelo velhinho que está sozinho em casa ?

Não sei , mas quem  dera eu nunca perder a capacidade de Amar . Mas também a capacidade de Me Amar .

Beijos, Carla 




4 comentários:

Joana disse...

Entendo o que diz Carla. Como Zack Magiezi disse: 'Triste é viver mais de touch do que de toques'. A sociedade cada vez mais dá valor ao digital ao invés do presencial e para mim não há nada que chegue ao falar olho no olho, aos abraços, às risadas em volta de uma mesa... É pena ver estas trocas de prioridades. Pelo contrário também penso que se cultivarmos a linguagem do amor e dos afectos e os passarmos aos nossos, talvez haja esperança :-)

Maria João disse...

Não é tu a dar importância és tu a dar pela falta do que mais valioso o ser humano tem e pode transmitir: o amor. Não é à toa que o principal mandamento divino (não interessa a crença se a há ou não) é: ama o teu próximo como a ti mesmo. E se transbordarmos de amor pelos outros, também nos amamos... o contrário já pode ter outra intenção.

Catarina H. disse...

Concordo tanto com o que dizes, que nem sei por onde começar.
Sim, falta muito amor no mundo. Se houvesse mais amor, mais empatia, mais compaixão no mundo, este seria um lugar tão mas tão melhor.
E é uma verdade tão simples, a chamada "lógica da batata", que quando se pensa nisso ou se fala nisso, como tu aqui neste texto, fica-se a pensar como é que as pessoas não se apercebem disso.
Anda tudo numa ânsia, nem sabem eles de quê e desperdiçam uma vida em nadas.
Porque sem Amor, nada vale a pena. Logicamente não estou a falar só do amor romântico, mas de todos os tipos: maternal, paternal, fraternal, amigos, animais, plantas, tudo.
Que nós não percamos essa capacidade de amar e saborear a vida :)
Beijinhos, belo texto!
Bom fim de semana :)

Catarina disse...

Ai minha querida como eu concordo com as tuas palavras>!!
O título diz tudo!!
Felizes aqueles que deixam o amor tomar conta do seu coração!!
Beijinho enorme minha querida**