// Coiococol: Namorinho bom :)

quarta-feira, maio 27, 2015

Namorinho bom :)


Gosto tanto deste namorinho , quando aprendem a escrever e deixam bilhetinhos espalhados pela casa , quando esperam uma resposta nossa e deliram ao saber que " o correio já chegou " :)
Quando os ouvimos a soletrar as sílabas e a gaguejar com algumas palavras mais dificeis .Quando , depois de tudo decifrado nos vêm dar um abraço . É assim o mundo de quem aprende a ler e a escrever . O David agora passa os dias a rabiscar folhas e na porta do frigorífico já não há espaço para tantos recadinhos . 

O Rodrigo já não quer saber destes papelinhos para nada , já teve esta fase e tal como tantos  outros , também ele já não escreve para a sua mãe assim  . Pontualmente lá aparece uma carta ou um desenho dele mas nada de abusos sim ?
Afinal já tem 10 anos e como ele diz : Ó mãe , achas que sou uma criança ?
[ Não !!!! Que ideia tão parva  , de onde é que eu fui tirar isso ? ]

Na semana passada , pela primeira vez , senti-o a evitar-me dizer aquele adeus efusivo ao pé dos amigos , fê-lo com a mão meio escondida e envergonhada para que mais ninguém  reparasse no adeus à mãe . E já me disse :
- Ó mãe , ao pé dos meus amigos não me chames Rodriguinho !
- Está bem ! Vou passar a chamar-te Rodrigão ...
Ficou esbaforido comigo , amuou e não me falou durante mais de meia hora . 

O meu Rodriguinho ?
Logo ele que quer que eu esteja sempre ao pé dele , se está no quarto eu tenho que estar ao pé dele , se está a ver televisão eu tenho que estar ao pé dele . Logo ele que adora que eu lhe faça festinhas no cabelo e lhe diga que é o meu orgulho , logo ele que deixa a mãe para o fim nos beijinhos de boa noite para ser eu a dar-lhe o beijinho mais demorado e um dorme bem " como só tu fazes mãe " . Logo ele que ainda ontém usava fraldas e dormia enroscadinho a mim , ele que dormiu tantas e tantas noites entre mim e o pai  e nos pontapeou forte e feio enquanto dormia atravessado . Logo ele que adora que eu lhe diga que o amo , tanto, tanto e que ainda tem o cordão umbilical tão preso a mim . 
Raça do miúdo , pá ! Tem dias que só me apetece pô-lo  dentro de um frasco  e proíbi-lo de crescer , se não fica de castigo até aos cem anos !!!

*Notinha : O meu Rodriguinho leu e deu autorização para publicar este texto . O Rodrigão, para sorte de todos , folgou nesse dia :)

Beijos, Carla 





3 comentários:

sandra disse...

O meu filho no outro dia também não me queria dar a mão á frente dos amigos :(
Nós sentimos que eles são tão nossos que adoramos os beijos de despedida a porta da escola ,os abraços e o dar as mãos mas entram nesta fase de não o fazer e pensamos o nosso menino está a crescer :)

Pérola disse...

Há coisas que não têm preço e são tão valiosas!

Beijo

estrela disse...

a minha pequena adora fazer isso e já tem 11 anos!
é muito bom!!